Mudanças

Trilha Sonora: Changes – Butterfly Boucher

Não, não cortamos os pulsos, não nos jogamos pela janela do 5º andar, não fugimos para um retiro espiritual em Dubai. Sobrevivemos ao Dia dos Namorados, sobrevivemos aos trabalhos de fim de semestre. Agora a atenção pode voltar ao nosso querido Cubicularis!

Mudar é bom. Mudar o cabelo, mudar o celular, mudar o lanche pedido no McDonalds, mudar velhas concepções. Até mudar a cabeça e cogitar mudar sem conseguir também é. E é a favor da mudança que o Cubs ganhou um novo template, mais light, mais delicado, menos seco.

Tem post novo aí embaixo e existe a pretensão de mudar esse costume de postar muito de vez em quando.

Em tempo: O wordpress batizou esse template como Fresh Bananas. Se alguém puder explicar o motivo, agredecemos.

Anúncios

junho 27, 2008. Uncategorized. 2 comentários.

Você…?

Trilha Sonora: Perhaps, perhaps, perhaps – Geri Halliwell

 

Você gostaria de mudar o seu cabelo? E de perder alguns quilinhos?

Parabéns, você é humano.

 

Você gosta de entrar em lojas só pra olhar? Você se apaixona por alguma coisa no shopping e só sossega se comprar?

Parabéns, você é um pouco consumista.

 

Você às vezes se sente deprimido, carente, mesmo que sem motivo aparente?

Parabéns, você é sentimental.

 

Você sabe/acha/finge que chocolate levanta o astral?

Parabéns, você é um pouco chocólatra.

 

Você repara no que os outros vestem, comentam e fazem?

Parabéns, você é detalhista.

 

Você comenta o que os outros vestem, comentam e fazem para terceiros?

Parabéns, você é uma pessoa meio fofoqueira.

 

Você vê uma pessoa e, às vezes mesmo sem conhecê-la, garante que é a pessoa dos seus sonhos?

Parabéns, você é uma pessoa platônica.

 

Você imagina o nome dos filhos que você terá com essa pessoa? E se pergunta se os sobrenomes juntos combinam?

Parabéns, você é sonhador.

 

Você inventa como seria o dia em que essa pessoa iria se declarar a você, inclusive as ações e palavras tanto delas quanto suas?

Parabéns, você é uma pessoa idealista.

 

Você acha lindo quando uma pessoa trata com carinho uma criança ou um idoso?

Parabéns, você é sensível.

 

Você tem vontade de fazer as malas e ir atrás de alguém só porque deu saudade?

Parabéns, você é quase impulsivo.

 

Você diz que quer casar com uma pessoa rica?

Parabéns, você parece ser interesseiro.

 

Você sabe que sinceramente você só quer uma pessoa que te ame de verdade?

Parabéns, você é uma pessoa romântica.

 

Você respondeu sim para a maioria das perguntas e pensou em outras questões?

Parabéns, você é uma garota. Sim, nós também somos como você. Bem vinda ao clube! =]

junho 27, 2008. Uncategorized. 1 comentário.

E quem pensa nos solteiros?

Trilha Sonora: Não tem. Porque ou tudo é lindo e maravilhoso quando você namora ou você tá solteiro, logo feliz!

Excepcionalmente teremos três textos falando sobre o mesmo assunto para mostrar como as nossas visões sobre o dia dos namorados são diferentes.

 

Hoje é dia dos namorados! Ah que maravilha, todo mundo está feliz e contente. O dia até parece que está mais ensolarado, tudo é tão lindo… Já comprei o presente dele, já recebi o buquê de rosas lindas e nós já marcamos o nosso jantar. A noite promete! Quem, num dia tão cor de rosa como esse, poderia se sentir triste?

Simples, amigos. Os solteiros! Ninguém pensa em nós. A desculpa de “o dia dos solteiros é todo o resto do ano” não cola porque é totalmente diferente. Não vamos ganhar a flor de chocolate que tinha na loja, nem cartinhas fofas, nem correio elegante, não vamos ganhar nada. Mas é fácil. É só seguir o manual aqui embaixo e o dia passa rapadinho. Certo? Errado.

Se dependesse de nós, com certeza teríamos sucesso. Mas o mundo conspira negativamente. Setenta por cento da sua lista no orkut tem o campo relacionamento preenchido com “namorando/casado(a)”. As propagandas são todas dedicadas aos casais fofos e felizes. Agora, nesse exato minuto, passa um especial dia dos namorados na Grande Família. Acompanhados pagam menos na balada. Mas nada, nada disso mesmo, se compara a essas duas cenas reais que aconteceram comigo.

Primeiro quando eu liguei para a minha avó, que mora longe, e contei que já tava terminando a faculdade. A resposta dela foi: “Tá, tá…Mas e o namorado? Ah não tem?”. Outra pessoa me ligou e antes de perguntar se eu estava bem, falou: “Mas você ainda não arrumou um namorado? Caramba hein!”.

Acabo de receber um scrap desejando um Feliz Dia dos Namorados. Minhas amigas discutiram sobre sogras na aula hoje. O menino feio foi se encontrar hoje com a namorada. Encontrei hoje de tarde um grupo de cinco amigas saindo do trabalho e uma delas gritou: “Meninas, não se esqueçam da camisinha viu? ” E eu, que em vinte anos de vida passei vinte dias dos namorados sem ninguém? E nós, solteiros que não temos quem nos ligue nem que seja para nos falar um mísero “oi”?

Muito provavelmente vocês devem pensar que eu odeio com todas as letras o dia dos namorados já que eu nunca passei um acompanhada. Mentira pura. Sabe por quê? Porque eu acho que essa data, além de egoísta, é puramente comercial. Se você tem um namorado, você muito provavelmente sabe a data em que vocês começaram a namorar. Então que essa seja a data do dia dos namorados para vocês dois.

Criar uma data universal para os namorados? Ah, vamos parar com isso… Ou fazer como lá fora, amigos também podem comemorar o Valentine’s Day. O que importa não é fazer loucuras com o seu amor, é mostrar o quanto você ama uma pessoa – seja seu namorado, seu amigo ou seu cachorro.

Olha, casais fofinhos, eu desejo que vocês tenham um bom dia. Não é nada pessoal. Mas sabem como é né, quando é que vão pensar nos solteiros também? Não. Não o solteiro “Sou praieiro, sou guerreiro”. Um solteiro na dele, que só quer ter um reconhecimento merecido.

Só isso. Nada mais.                                  

junho 13, 2008. Uncategorized. 1 comentário.

Plano de 7 passos para driblar o famoso dia

Trilha Sonora: Down with love – Down with love movie track

 

Manual para esquecer que hoje é Dia dos Namorados – ou pelo menos para sobreviver a ele…

 

1 – Procura um filme pra assistir. Não, comédia romântica não vale! Ou procura um drama bem drama – pra você pensar “gente, como eu tenho sorte de não ter uma doença terminal/ morar em Ruanda/ me alistar e morrer no Vietnã!” – ou procura um terror daqueles “ainda bem que não existe um serial killer aqui na minha faculdade/ um espírito japonês vingativo saindo da minha televisão/ um monstro deformado me matando através dos sonhos”. Conseqüentemente, você não pensa em “por que eu não tenho um namorado para fazer uma declaração aos quatro ventos/ andar de mãos dadas no Empire State/ falar qualquer bobeirinha e achar romântico?”.

 

2 – Pegue duas panelas. Em uma você coloca pipoca, manteiga e óleo, coloca no fogão e espera estourar. Em outra você coloca manteiga, chocolate e leite condensado e mexe até soltar do fundo. Voilà: pipoca e brigadeiro de colher, as melhores comidas para o momento.

 

3 – Aproveita o clima da estação com gosto. Coloque o seu pijama – não, não aquele novinho para viagem nem o sexy de seda! Coloque aquele de moletom que você tem há anos, que está todo puído e, conseqüentemente, super confortável. Não esqueça do edredon, ele é peça chave no esquema de camadas “sofá-edredon-você- edredon”!

 

4 – Não abra a internet nem ligue a televisão nos canais, vai direto pro DVD! O que você menos precisa agora é ver a promoção “compre um celular e ganhe 527892139 minutos em ligações para seu amor” ou a “Sonho de Valsa trufa: o amor tem esse sabor” (by the way, tem nada. Só trufa tem gosto de trufa e amor tem gosto de nada, é um substantivo abstrato, oras)

 

5 – Se você tiver que sair na rua neste dia, concentre-se na calçada! Em primeiro lugar, você não é obrigada a ver todas as milhões de propagandas e carinhas bobas e felizes e sacolinhas de presentes das lojas que você gosta em mão que não é sua. Em segundo lugar, você não corre o risco de cair, torcer o pé, pisar em cocô de cachorro. Além disto, você ainda pode encontrar de brinde uma moeda perdida de 10 centavos! – e sabe o que reza a lenda: Se você acha uma moeda, é porque um anjo sorriu pra você. E um sorriso direcionado a você é sempre bom, principalmente hoje!

 

6 – Dê prioridade às pessoas que estão na mesma situação que você! As amigas encalhadas e as solteiras convictas são as melhores companhias hoje! Troque o nhenhenhém de “nhaa hoje vou sair com o meu namorado lindo!” e a chatice de “owwn você não sabe que presente fofo que fiz pra ele!!” pelo “antes só que mal acompanhada” e pelo “ahh engole esse presente, sufoca e morre”!

 

7 – Se nada disso funcionar, pense no mantra: “estou economizando o dinheiro do presente, da roupa, do cabeleireiro, da depiladora, do restaurante, da conta de telefone. Não preciso queimar neurônio com idéia mirabolante e original de presente. Não preciso aturar alguém nos outros dias do ano vigiando a minha vida. Não preciso me conter para olhar um homem bonito. Não preciso desse dia para ser feliz o tempo todo!”

junho 12, 2008. Uncategorized. Deixe um comentário.

Exóticos, mas felizes. Quem diria?

Confesso que eu já estava indo dormir, quando resolvi digitar “Dia dos Namorados” no Google Imagens. Ah, amanhã é o grande dia, sabe como é, quis saber se tinha alguma figura bonitinha por lá, se ia dar pra fazer um post legal.

 

E minha gente… sabe aquelas conversas que você tem com as suas amigas sobre o casal meloso da faculdade? Aqueles dois com quem você nunca falou, mas que só de ver no corredor, de longe, já dá pra sentir a fita adesiva, o grude, a cola?

 

Não sei quem é o autor, mas depois disso, todas as idéias que eu tinha para hoje se esvaíram. Com crédito total e inspiração absurda na Desiluminância, dedico o post do Dia dos Namorados a… os siameses!

 

 

 

Os siameses são fofinhos, são nhenhen, mimi e tudo mais de exageradamente fofo que houver pelo mundo. Eles não se desgrudam nem por um minuto. Andam agarrados, passos sincronizados. Trocam de aliança três vezes por ano. Cada vez por uma mais grossa. Podem namorar há anos, mas se tratam como se estivessem no segundo mês.

 

Na sala de aula, ele segura a mão dela. O tempo todo. Passa a mão no cabelo, no ombro, na cintura. Os trabalhos, todos juntos. No laboratório de informática, ele fica olhando ela digitar. Ela olha de volta e dá um sorriso meloso. Todos os dias. Inclusive aos finais de semana, sem aulas. A cada mês de namoro, um presentinho, uma lembrancinha, uma cartinha. Tudo bem inho.

 

É. É o amor, quem é que vai dizer que não? Eles merecem, minha gente. Eles merecem³. Um Feliz Dia dos Namorados aos siameses de todo o mundo!

 

junho 12, 2008. Uncategorized. 3 comentários.

Educado?

Trilha Sonora: Nossa Educação – Sociedade Armada

 

Anos 20, 30 – “Aquele rapaz é um distinto cavalheiro, de grandes mesuras”

Anos 40, 50 – “Ele é um pão!!Biscoito fino mesmo!”

Anos 60, 70 – “Aiai, aquele bacana anda tão na estica!”

Anos 80, 90 – “Ele é um gatinho, d+!!”

Até muito pouco tempo atrás – “Nossa, ele é tão fofo, muito pegável!!”

De um ou dois meses pra cá – “Você tem que ver! Sabe, ele é tão educado!”

 

Peraí. Cavalheiro à pão à bacana à gatinho à pegável, tudo bem, sentimos um decréscimo esperado, mas… e o educado? Turning point no esquema, meu povo!

 

Você, caro leitor, pode pensar “mas eu nunca falei isso”. Pois acredite, eu não ouvi nem uma nem duas, mas várias vezes nos últimos tempos!

 

Não adianta mais só ser bonito, ser rico, ser engraçado e/ou ser romântico. A onda agora é ser educado! Ser educado anda conquistando corações femininos por aí, o que nos leva à seguinte pergunta: as pessoas estão tão mal educadas assim para educação ser a primeira característica a ser citada sobre um homem?

 

Minha mãe me ensinou a ser educada com as pessoas. No meu jardim da infância uma das notas no boletim era “educação com os colegas”. Onde foram parar as lições de boas maneiras, de etiqueta e convivência?

 

Por essa eu não esperava, juro.  O mínimo que eu espero de uma pessoa é que ela seja educada, certo? É, minha gente, quando o mínimo passa a ser o máximo, é porque a situação tá feia. Glória Kalil, um curso intensivo, por favor!

 

Agora com licença, porque tenho um compromisso. Obrigada pela atenção, volte sempre, amei sua blusa, tudo de bom, qualquer coisa pode perguntar e até a próxima! (tá vendo gente, não é difícil…)

 

junho 9, 2008. Uncategorized. 2 comentários.

Confissões de uma mente perigosa III

Trilha Sonora: Drummond – Nostreis

 

Hotmail, senha, ok. Hum, e-mails novos! Da faculdade? Ah coisa chata, delete. Propaganda? Não, não quero saber as promoções do Submarino, obrigada, delete. Corrente? Cruzes, delete. Web card Uol, del… web card Uol? “Meu amor…”?? Ahn?

 

É vírus. Eu sei que é vírus. Vou passar o mouse em cima e ver como tem um link estranho. “http://www.mensagem-uol.com.br/abrir” blablablá… hum, não é diferente…Mas é vírus, claro que é vírus.

 

Mas ah…o que será que está escrito pra me fazer clicar? Não custa ver, não vou clicar mesmo, é vírus. “De: uma pessoa que te ama muito”. Clássica enganação de vírus, óbvio. Olha só, tem até textinho…que vírus bem elaborado…vamos ver…

 

Amar o perdido / deixa confundido / este coração.

Nada pode o ouvido / contra o sem sentido / apelo do Não.

As coisas tangíveis / tornam-se insensíveis / à palma da mão

Mas as coisas findas, / muito mais que lindas, / essas ficarão.

Carlos Drummond de Andrade.

TE AMO!

(clique e veja quem enviou)

 

É, não vou clicar mais, é vírus. Claro que é vírus. Mas ownn… foi o vírus mais romântico que recebi… É vírus, eu sei. Mas poxa…foi fofo… ah, vou salvar…

 

É, a carência começa a ficar crítica e preocupante.

junho 4, 2008. Uncategorized. 1 comentário.